Pastoreio com cabras, as suas interações com outros herbívoros e questões de conservação de biodiversidade (Garcia et al, 2012)

Visualizações: 772

Nalguns ambientes as cabras desenvolveram-se em harmonia com as condições locais de clima, relevo, vegetação e patógenos ao longo de séculos, enquanto noutros são acusadas de provocar degradação ambiental. Este artigo sumariza a situação da população caprina no mundo, a situação das raças e as múltiplas questões em torno da sua conservação, as interações entre as cabras e outras espécies animais (selvagens e domésticas) e as principais questões em torno das consequências do pastoreio com cabras de um ponto de vista ambiental. Nas entrelinhas percebe-se que os efeitos prejudiciais para o ambiente advêm de práticas de maneio impróprias e pressões muitos elevadas de pastoreio e que o pastoreio com cabras pode ser uma ferramenta de conservação quando gerido adequadamente. Pressões de pastoreio moderadas podem ser compatíveis com elevados níveis de biodiversidade e garantem externalidades importantes, e pressões elevadas poderão ser interessantes para o controlo de vegetação invasiva. O património genético caprino está seriamente ameaçado e requer mais investigação e apoio das instituições nacionais e internacionais, em paralelo com outros esforços de desenvolvimento rural, especialmente em áreas remotas que constituem reservatórios de diversidade doméstica animal adaptada às condições locais e gerida por comunidades adaptadas. Uma abordagem multidisciplinar de cientistas, políticos, gestores de paisagem e comunidades locais é necessária para a elaboração de planos de gestão para um futuro sustentável.

https://www.researchgate.net/publication/233782162_Goat_grazing_its_interactions_with_other_herbivores_and_biodiversity_conservation_issues